Passos do acompanhamento vocacional Calabriano

Da mesma maneira que Jesus chamou Pedro e os Apóstolos, hoje Ele continua chamando pessoas de boa vontade para promoverem o Reino de Deus que Ele pregou com entusiasmo. Respeitando a peculiaridade de cada pessoa, o Senhor chama seus colaboradores segundo seus dons e capacidades. Alguns são chamados a servir como leigos na Igreja e no mundo, outros são chamados a consagrarem-se totalmente à Igreja, seja pelo ministério presbiteral, seja pelo ingresso em alguma Ordem, Congregação ou Instituto religioso. Esse chamado do Senhor nomeia-se Vocação.
Para saber se o Senhor chama alguém, é necessário um processo de discernimento. Isso é feito durante o acompanhamento vocacional.
O primeiro passo é fazer-se conhecer pelo Animador Vocacional Pe. Oziel Ribeiro ou Reitor do Centro de Orientação Vocacional Pe. Hermes Novakoski, através de carta, e-mail ou qualquer outra forma de contato. Estes o acompanharão e orientarão espiritual e vocacionalmente.
O vocacionado será convidado a conhecer um pouco mais da vida Calabriana respondendo algumas fichas de conhecimento mútuo e participará de alguns encontros promovidos pelo COV – Centro de Orientação Vocacional Nossa Senhora de Nazaré em Marituba/PA.
Nesse acompanhamento o jovem percorrerá um caminho que o ajudará a conhecer a Congregação dos Pobres Servos da Divina Providência e a questionar suas motivações a partir da espiritualidade de São João Calábria, da convivência e da partilha de vida.

Durante o processo de acompanhamento, serão propostas algumas experiências: encontros, retiros, convivências, acampamento vocacional, entre outras iniciativas. Não há um tempo específico para estar no grupo, porém, o vocacionado deverá ter participado o tempo suficiente para sentir clareza quanto ao passo seguinte, que será ingressar no Centro de Orientação Vocacional, que é a última etapa do acompanhamento vocacional e onde a vocação à Congregação poderá ser aprofundada e amadurecida.