NOVENA DE SÃO JOÃO CALÁBRIA – 7º DIA

TEMA: A gratuidade

AMBIENTE: símbolos que expressem trabalho voluntário. Imagem de São João Calábria.

INTRODUÇÃO: Neste nosso encontro queremos meditar sobre a nossa realidade de convocados pelo Senhor a vivermos e respondermos ao seu imenso amor. “Gratuitamente recebestes, gratuitamente dai”. São muitos os dons, as graças que recebemos do Senhor, e é missão nossa manifestarmos ao mundo este amor. A redenção, a nova aliança que Cristo veio selar com o seu sangue, o cuidado com a nossa vida, o fato de Deus servir-se de nós, homens e mulheres, para concretizar o Reino são manifestações de seu amor.

CANTO: Olhai como se abrem as flores.

OLHANDO PARA A VIDA: A passagem do Evangelho onde diz que “gratuitamente recebestes, gratuitamente dai” criou um estilo de vida todo particular no Pe. João Calábria. antes de mais nada, sua condição de pobre o foi moldando numa grande fé na paternidade de Deus. Teve que lutar muito até mesmo para conseguir terminar seus estudos, mas nunca se sentiu abandonado pela Providência Divina. Daí a afirmação de que tudo vem de Deus; a Congregação e sua missão são um designo de Deus. Ora, se recebermos muito de Deus, também devemos doar-nos sem segundos interesses, até procurando o anonimato nas doações, e depois de termos feito o melhor de nós mesmos, constatarmos com o Evangelho que “somos servos inúteis”.

PALAVRA DE DEUS:  Mateus 10,8 – Curem os doentes, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios. Vocês receberam de graça, deem também de graça!
Colossenses 1,13-20 - Deus Pai nos arrancou do poder das trevas e nos transferiu para o Reino do seu Filho amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados. Ele é a imagem do Deus invisível, o Primogênito, anterior a qualquer criatura; porque nele foram criadas todas as coisas, tanto as celestes como as terrestres, as visíveis como as invisíveis: Tronos, soberanias, principados e autoridades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele existe antes de todas as coisas, e tudo nele subsiste. Ele é também a Cabeça do corpo, que é a Igreja. Ele é o Princípio, o primeiro daqueles que ressuscitam dos mortos, para em tudo ter a primazia. Porque Deus, a Plenitude total, quis nele habitar, para, por meio dele, reconciliar consigo todas as coisas, tanto as terrestres como as celestes, estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz.

PALAVRA DE SÃO JOÃO CALÁBRIA: GRATUIDADE
Padre Calábria lembrava sempre que recebemos dons de Deus para coloca-los a disposição, a serviço de todos. O Senhor nos deu gratuitamente para deles dispor na gratuidade: “Se vocês têm algum dom particular, lembrem-se que se trata de um dom de Deus, que Ele gratuitamente lhes concedeu e que poderá tirá-lo, e que um dia o Senhor lhes pedirá explicações, motivações, segundo a palavra divina: “Quem recebeu muito, deve dar muito” (Lc 12,48)”.
Além dos dons, nosso santo fundador lembrava da gratuidade do chamado. Deus nos chama a pertencer a Obra, a Família Calabriana por gesto de amor e gratuidade, por isso Ele conta com nossa colaboração na simplicidade e generosidade. Lembrava ele que devemos cooperar à “graça grande que Jesus lhes fez, chamando-os gratuitamente a fazer parte desta grandíssima Obra que tem por base e por princípio o santo evangelho... Pelo amor de Deus, procurem corresponder à imensa graça que o Senhor lhes fez, chamá-los Ele próprio, gratuitamente, para que façam parte desta Obra!”
Louvado seja Deus por nos chamar a fazer parte desta família. Cooperemos para que a fé seja reavivada no mundo para que todos possam viver mais perto de Jesus.

REFLEXÃO: - Onde se fundamenta o amor, o serviço do Pe. Calábria?
- A gratuidade é um valor hoje? Como vivermos esse valor tão forte em São João Calábria?

COMPROMISSO: - Realizar um gesto concreto de gratuidade.

CANTO: Seu nome é Jesus Cristo.
CANTO FINAL: Vejam, eu andei pelas vilas.

(Texto da Novena tirado do livro: NOVENA DE SÃO JOÃO CALÁBRIA. Congregação Pobres Servos da Divina Providência. Proibida a divulgação sem os créditos).

Retornar a Novena                 Acesse a página: Espiritualidade Calabriana.