NOVENA DE SÃO JOÃO CALÁBRIA – 6º DIA

TEMA: A quem o senhor nos envia

AMBIENTE: símbolos que expressem missão. Imagem de São João Calábria.

INTRODUÇÃO: Hoje queremos concentrar a nossa atenção sobre os nossos irmãos empobrecidos e necessitados. No Brasil, as estatísticas são cada vez mais alarmantes diante da crescente pobreza e miséria.
            A opção dos pobres de que se fala na Igreja é também uma opção feita por São João Calábria desde o início da sua vida. Considerou sempre os meninos pobres como algo precioso; chamava-os de PÉROLAS, OS NOSSOS DONOS.
            “Tudo o que fizestes ao menos dos meus irmãos, foi a mim que o fizestes.” É aqui que começa nosso desafio de mostrarmos, concretamente, a nossa fé em Deus que se revela em nossas ações.

CANTO: Ensina-me a amar os pobres.

OLHANDO PARA A VIDA: Certa vez o Pe. Calábria viu passar por ele um velho pobre. Chamou-o:
            - Vovô, vovô!
            - Sim, senhor padre!
            - Para onde vai?
            - Vou andando por aí.
            - Por aí?
            - Sim, senhor. Se não faço assim não se come.
            - Espera, espera – falou Pe. Calábria. Tirou do bolso algumas moedas e as deu. Depois, enquanto ele se afastava, em profunda fé, comentou com quem estaca com ele: “Ele poderia ser o próprio Jesus!”

PALAVRA DE DEUS:  Lucas 10,29-37 – Um especialista em leis perguntou a Jesus: "Quem é o meu próximo?" Jesus respondeu: "Um homem ia descendo de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos de assaltantes, que lhe arrancaram tudo, e o espancaram. Depois foram embora, e o deixaram quase morto. Por acaso um sacerdote estava descendo por aquele caminho; quando viu o homem, passou adiante, pelo outro lado. O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu, e passou adiante, pelo outro lado. Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele, viu, e teve compaixão. Aproximou-se dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal, e o levou a uma pensão, onde cuidou dele. No dia seguinte, pegou duas moedas de prata, e as entregou ao dono da pensão, recomendando: 'Tome conta dele. Quando eu voltar, vou pagar o que ele tiver gasto a mais'." E Jesus perguntou: "Na sua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?" O especialista em leis respondeu: "Aquele que praticou misericórdia para com ele." Então Jesus lhe disse: "Vá, e faça a mesma coisa."

PALAVRA DE SÃO JOÃO CALÁBRIA: A QUEM O SENHOR NOS ENVIA
Pe. Calábria sempre quis que a Congregação fosse aos lugares mais necessitados. O número 27 das Constituições diz: “As preferências dos Pobres Servos sejam sempre pelos lugares e atividades onde não exista nada de se esperar humanamente, para os mais pobres, a fim de que esta escolha manifeste maior cuidado paterno da Divina Providência por todos os seus filhos. A Obra está disponível a qualquer compromisso pelo Reino de Deus, onde quer que Ele se digne chamar-nos, porque o mundo inteiro é de Deus”.

REFLEXÃO: - Pontos em comum da realidade em que Pe. Calábria viveu e a atual conjuntura.
- Como podemos assumir a “evangélica opção preferencial pelos pobres”, iluminados pela espiritualidade calabriana?

COMPROMISSO: - Como aplicar hoje a audácia do Pe. Calábria?
- Quem são os mais pobres da nossa comunidade?
- Como atuar para libertar verdadeiramente os pobres? É suficiente dar alimento?

CANTO: Hino Calabriano
CANTO FINAL: Quem é este homem?

(Texto da Novena tirado do livro: NOVENA DE SÃO JOÃO CALÁBRIA. Congregação Pobres Servos da Divina Providência. Proibida a divulgação sem os créditos).